Subscreveu com sucesso à nossa newsletter
 

AVALIAÇÕES SST

A entidade empregadora deve assegurar que os seus trabalhadores não estão expostos a agentes químicos, físicos e biológicos e que os fatores de risco psicossociais não constituem um risco para a segurança e saúde do trabalhador.

Para a criação e manutenção de ambientes de trabalho saudáveis, na Workview monitorizamos os riscos aos quais os trabalhadores se encontram expostos, para determinar eventuais situações/ocorrência anómalas, agindo preventivamente no controlo das mesmas.

Ruído

Na avaliação do ruído é medido o valor em cada posto de trabalho e a exposição do trabalhador ao mesmo de forma a definir soluções que permitam a sua eliminação ou diminuição. Na Workview aconselhamos a utilização de equipamentos de proteção individual adequados a necessidades específicas individuais.

Iluminância

Uma iluminação insuficiente tem consequências a nível da saúde visual, concentração e fadiga dos trabalhadores. Assim, a iluminação correta num local de trabalho é indispensável e contribui para o aumento da produtividade, motivação e melhor desempenho na organização.

A avaliação da iluminância consiste na medição da intensidade luminosa nos postos de trabalho interiores, apresentando ações corretivas que conduzam à melhoria das condições e ambiente de trabalho.

Ambiente Térmico

Define-se situação de conforto térmico como sendo aquela em que a manutenção da temperatura interior do nosso corpo não implica qualquer esforço significativo. Ambientes de trabalho com temperaturas desadequadas podem afetar o comportamento dos colaboradores e ter impacto na sua saúde e segurança. Por exemplo, pode conduzir a gripes, absentismo, desmotivação e diminuição da produtividade.

Na Workview procedemos à realização de avaliações de conforto térmico analisando os ambientes de trabalho, apresentando ações corretivas que permitam adequar as condições de trabalho a níveis de conforto próximos do ótimo, o que resulta num aumento da produtividade.

Qualidade do Ar

Este serviço engloba a avaliação da qualidade do ar nos locais de trabalho com o objetivo de verificar a possível contaminação do ar interior por agentes físicos, químicos e/ou biológicos.

A avaliação da qualidade do ar é indispensável, uma vez que poderá resultar em diversas doenças profissionais e consequente aumento das taxas de absentismo e diminuição da produtividade.

Na Workview efetuamos estes estudos, avaliando os vários agentes físicos, químicos e/ou biológicos, através dos seguintes parâmetros:

  • Partículas respiráveis;
  • Partículas inaláveis;
  • Dióxido de carbono;
  • Monóxido de carbono;
  • Temperatura e humidade;
  • Exposição a agentes químicos e biológicos.

Vibrações

A exposição por parte dos trabalhadores à vibração sem proteção tem efeitos crónicos que dependem da intensidade e do tempo de exposição do trabalhador e vão desde danos físicos a psicológicos.

Na Workview dispomos de todos os recursos técnicos e humanos necessários para a realização deste tipo de avaliações. Contribuímos para a prevenção e controle dos riscos através do uso de medidas de eliminação, redução e substituição de riscos, desde a engenharia até o uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI). Desta forma, antecipamos e controlamos os efeitos da saúde do trabalhador, antes que surjam doenças.

Riscos Psicossociais

Os riscos psicossociais resultam de uma incorreta conceção, organização e gestão do trabalho, que por sua vez tem fortes impactos negativos nas sociedades, organizações e trabalhadores, tanto a nível físico como a nível psicológico.

Na Workview disponibilizamos um conjunto de soluções que permitem identificar e reunir os principais indicadores de saúde e segurança de cada cliente, possibilitando a estruturação de conclusões das principais dimensões de risco presentes no dia-a-dia dos trabalhadores e que podem contribuir ou influenciar a ocorrência de acidentes de trabalho. Esses dados por sua vez conduzem à indicação das ações preventivas/corretivas mais adequadas para a redução ou eliminação dos riscos e o consequente aumento dos níveis de bem-estar dos trabalhadores e das organizações.

Riscos Ergonómicos

São considerados exemplos de riscos ergonómicos, a incorreta movimentação manual de cargas, as posturas e os movimentos inadequados, os movimentos sucessivos, a pressão mecânica direta sobre os tecidos do corpo, as vibrações e o desconforto do ambiente térmico.

Estes riscos podem prejudicar gravemente a saúde dos trabalhadores, conduzindo a patologias como, cansaço físico, perturbações músculo-esqueléticas, alteração do sono, doenças psicológicas, entre outras.

Torna-se assim indispensável a avaliação dos riscos ergonómicos de modo a assegurar a melhor adaptação de uma situação de trabalho ao trabalhador e à tarefa que o mesmo realiza, em prol da sua segurança e saúde.